terça-feira, 22 de junho de 2010

Esperança de um pracinha (escrito em 2009)

ESPERANÇA DE UM PRACINHA ( por B.M.P.C):


                 Longe um soldado valente
                 Lembra de sua terra querida,
                 De onde saiu para lutar
                 E para onde voltará contente;

                 O pracinha lembra que deixou lá,
                 Uma casa branca,
                                   As margens crespas do rio,
                             Onde se banhou ainda menino.

                 Ele sente saudade
                 Do luar, da Maria cujo.
                 M está na palma da mão,
                 Que recorda com vaidade

                 O soldado que
                 Sonha com a namorada
                 E com esperança pede
                 Para que volte para a pátria amada.

                 Ele pede a vitória
                 A glória de sua pátria
                 Para onde deseja retornar
                                            E lá AMAR!  


B.

Nenhum comentário:

Postar um comentário