Pular para o conteúdo principal

Angel...

A bruma da noite me rodeava naquela bosque fúnebre, tão vivido e assustador, com várias criaturas, tanto naturais quanto sobrenaturais, e eu não fazia parte de nenhuma delas, e o que eu estava fazendo ali, era com certeza, uma loucura, e uma loucura das grandes.
Eu sabia que era uma besteira enorme procurar qualquer pessoa ali, qualquer pessoa normal não seria burra o suficiente para ir no bosque no meio da noite, mas a pessoa que eu estava procurando não era normal, e com certeza eu era uma idiota por estar ali.
-Eu falei para manter distância do bosque a noite - eu ouvi a voz dele, atravessando os meus ouvidos, e me deixando mais calma, eu me virei e o vi ali, tão perfeito e assustador, com aquelas asas mais brancas que as nuvens, o cabelo negro caindo nos olhos, e os olhos azuis que parecia ter uma eletricidade natural, além da aura dourada e clara que Rafael tinha.
-Eu sei, mas eu precisava falar com você - eu respondi, e o olhei, ele estava sentando em um dos galhos do maior carvalho que eu já havia visto, e como de costume, tudo em sua volta estava iluminado.
-Angel...- ele murmurou o meu nome e suspirou bravo, mas não conseguiu me olhar com reprovação, ele não conseguia ficar bravo comigo.
-Eu sei o que você disse Rafael, mas simplesmente não dá! Será que você  não entendeu ainda? Você pode ser um anjo, e eu ainda uma aprendiz, mas o fato é que nem eu nem você conseguimos ficar longe um do outro, então é melhor pararmos de tentar - eu falei subindo no carvalho, e sentando do lado dele, Rafael suspirou e olhou para as estrelas.
-Não podemos lutar contra isso, não é verdade? - ele falou e passou a mão no cabelo, eu sorri e balancei a cabeça negativamente.
-Não não podemos, isso vai além da nossa vontade - eu respondi, Rafael passou o braço em volta da minha cintura me abraçando, e me envolvendo com uma de suas assas.
-Eu também cansei de ficar longe de você, mas eu esperaria até o seu treino terminar - ele falou e eu puxei seu rosto para que ele me olhasse.
-Eu estou quase terminando o meu treino, e eu já cansei dessa chatice, é só enrolação até o mês que vem - eu falei séria, e Rafael riu, e me abraçou, e com um impulso, ele saiu voando comigo.
-Bem, então no mês que vem, finalmente você vai tomar um rumo, hein? - ele falou para mim sorrindo e em tom de brincadeira, só porque eu não tinha decidido que tipo de anjo eu ia ser, não significava nada. Só que eu ainda não havia pensando no que fazer.
-Espero que sim, eu não faço a mínima ideia do que eu quero fazer - eu falei um pouco mais séria, enquanto flutuávamos, por entre as nuvens, Rafael sorriu e aproximou seu rosto do meu.
-Venha ser minha aprendiz, e tentar uma vaga junto com os guerreiros do céu - ele disse para mim, eu o olhei um pouco assustada, mas sorri. 
-Eu pensei que só quem tivesse forma masculina poderia ir - Rafael sorriu e piscou para mim.
-Só quem merece pode ir, e poucas meninas gostam de lutar, mas acho que você é uma excessão - ele falou, e, bem era verdade, lutar não era uma má ideia.
-Certo, eu vou - eu falei para o meu arcanjo, e ele sorriu, e depois, me beijou, e entendi que aquilo significava que estava combinado, e que finalmente eu estava seguindo o meu futuro, e um futuro grandioso.

Por B.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

20 conselhos de alguém com quase 20 anos

Oi, tem alguém aí? Em dez dias eu faço duas décadas de existência. E isso é muita coisa, ou pouca, depende do ponto de vista. Mas do meu ponto de vista é um bocado, que só me diz que tem mais um bocado pela frente (Graças a Deusa), e que já aprendi muito, e que ainda tem muito a aprender. Nesses últimos 19 anos eu aprendi muitas coisas, mas a principal é que essa vida só tem significado enquanto estamos aprendendo algo, que cada dia é uma lição e que enquanto você não aprender a lição que a vida quer lhe dar você vai continuar sendo colocada nas mesmas situações. Eu sei que a maioria das pessoas acredita que só aprendemos na prática, mas não acredito nisso porque já aprendi muito com conselhos dos outros ou ouvindo histórias dos outros e evitando repetir o mesmo erro, afinal, mesmo que não fosse comigo a situação era parecida e o resultado provavelmente seria o mesmo. Digo isso porque vou compartilhar 20 coisas que aprendi ao longo desses quase 20 anos e acho que podem ser muito út…

Resenha: O poeta do exílio.

e
Sinopse: Pedro e Júlia estavam animados. Sua banda era finalista do festival estudantil Vozes de Classe. O regulamento exigia que as músicas se inspirassem em poetas brasileiros. Cada banda interpretou essa exigência à sua maneira. Precisavam agora animar a torcida. Os jovens criam cartazes, lançam torpedos, folhetos etc. E precisam também reunir informações sobre Gonçalves Dias, o autor do poema que deu origem à música classificada. Então, Pedro teve a ideia de criar um blog especial. Nasceu assim o BlogDoDias. Ali cabia tudo o que se relacionasse a Gonçalves Dias: poemas, cartas, artigos de jornal, documentos da época do poeta... Enfim, o blog agitou a galera e acabou se transformando em um completo dossiê sobre o poeta. No meio de todo esse agito, Pedro e Júlia parece que estão...Ah, os poemas de amor de Gonçalves Dias...
Certo, hoje de manhã a linda da coordenadora do colégio apareceu com os livros que iremos ler esse trimestre, eu nem um pouco metida, já li o meu livro, primeiro …

Internet Ruim e Nescafé

A internet ruim é algo irritante. Só cai e mal funciona, causando um mau humor danado para quem usa, e digo mau humor para os controlados, porque para os impacientes explosivos (como eu) passam raiva e acabam por se irritar e descontar em quem estiver por perto.
                O problema da internet que não funciona como deveria, é que ela nos engana, nos ilude e nos usa, deixando-nos ainda mais na frente do computador, para que por algum motivo continuemos a passar nosso tempo passando raiva e o gastando em algo que por não funcionar como deveria, é quase como não fazer nada.                 E também é assim o nescafé, ele deveria ser café, mas não é. Não tem o mesmo gosto, e deveria ter, ou assim, você é iludido a pensar. Mas o gosto é diferente, e para alguém que aprecia o bom café, entende o que estou tentando falar (ou não, minha mãe ama café e também ama nescafé... Acho que a culpa disso é por ela ser de gêmeos... Não que eu acredite em signos...).                 E por que es…