Pular para o conteúdo principal


O garoto desce do skate e entrega uma carta para a garota, que sorri, torcendo para que aquilo não fosse uma carta de despedida como pensava que era, ela abriu lentamente, e começou a ler as linhas traçadas pela letra firme do garoto.


"Meu amor,
E eu ainda me lembro bem, quando eu pensei que te vi pela última vez, me lembro daquele sorriso bobo que brincava em seus lábios, e me faziam querer sorrir também. 
Eu ainda me lembro bem de sua voz manhosa, suas birras e brigas pelo meu jeito de ser, mesmo que no fundo fosse exatamente por aquele meu jeito que você gostasse de mim.
E eu me lembro bem de como eu reclamava, implicava, e enchia seu saco, querendo atenção e aquela sua risada, que você sempre achou ridícula, mas para mim era a mais linda do mundo.
Te ver partir daquele modo foi a pior coisa que eu poderia ter vivido, foi a pior coisa que eu fiz, foi minha maior idiotice. Foi uma das primeiras vezes que eu desejei não ter errado tanto.
Eu te vi escapando das minhas mãos, eu te vi se afastando e então eu te vi partir, eu te vi ir embora, e fiquei só olhando, em vez de te segurar, abraçar-te como eu sei que você gostaria, e pedir para que ficasse. 
Mas eu sou um idiota, e não fiz isso, só te vi partir e fiquei observando ir embora. 
Sentindo meu coração se despedaçar e a única garota que eu amei indo embora, mas algo dentro de mim nasceu naquele momento, e então peguei meu skate e corri atrás de você.
Claro que nunca te alcançaria, sendo que você estava com um carro e eu de skate, mas eu tentaria pelo menos chegar a tempo no aeroporto.
E eu consegui, você estava lá, esperando o avião que te levaria para longe de mim, olhando para os que partiam, e suspirando, dando um sorriso assustado, e ao mesmo tempo triste. 
-É feio ir embora sem dizer adeus - eu falei dando meu melhor sorriso de canto, e vi que você me ignorou propositalmente - Eu sei também é feio abandonar a melhor amiga.
-É feio abandonar os sentimentos também, mas você sempre faz isso - você respondeu, eu poderia ter ido dormir sem aquilo, mas você me conhece, eu gosto de receber "cortes", principalmente os seus, que sempre vinham com respostas inteligentes que eu não sabia como retrucar. 
Mas para aquele "corte" eu sabia, e foi por isso que eu te puxei para perto de mim, abraçando-lhe e aproximando seu rosto de mim, olhando para ela e dando um daqueles sorrisos que você adora.
-Só que dessa vez eu não tô abandonado meus sentimentos, talvez seja tarde demais para correr atrás deles agora, mas estou tentando - eu falei fazendo você corar e ficar sem respostas pela primeira vez na vida.
-Pensei que você tinha uma vida para cuidar, e não iria perder o tempo com garotas como eu - você respondeu, tentando inutilmente teimar comigo.
-Eu tenho, mas ela é muito teimosa, e acredita demais nas minhas idiotices - eu respondi, e vi você revirar os olhos, e dar um sorrisinho, e foi aí que eu te puxei para um beijo.
E foi assim que você perdoou esse idiota, e foi assim que começamos a namorar. E meu amor, não estou aqui para terminar com você, e sim para pedir que esse nosso amor seja selado ainda mais.
Olhe para frente"

A garota viu que a carta terminara, e ela ainda estava com as lágrimas provocadas pela lembrança daquele dia, e ainda porque, ele se lembrava de tudo! Ela olhou para a frente, assim como o garoto mandara na carta, e o viu ajoelhado com uma caixa aberta, mostrando uma bela aliança.
-Casa comigo meu amor? - ele perguntou dando um sorriso que ela amava. Ela deu um sorriso, sentindo as lágrimas de alegria caírem de seus olhos. 
-É claro que eu caso, meu idiota - ela respondeu sorrindo, e o abraçou, beijando-lhe os lábios, enquanto ele, colocava a aliança nela. 
E mostravam a todos que passavam que seu amor fora mais forte do que tudo aquilo que quase os impediu de ficar juntos, mostraram que valeu a pena lutar por aquele amor, e que agora eles estavam prontos para serem marido e mulher.

Por B.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

20 conselhos de alguém com quase 20 anos

Oi, tem alguém aí? Em dez dias eu faço duas décadas de existência. E isso é muita coisa, ou pouca, depende do ponto de vista. Mas do meu ponto de vista é um bocado, que só me diz que tem mais um bocado pela frente (Graças a Deusa), e que já aprendi muito, e que ainda tem muito a aprender. Nesses últimos 19 anos eu aprendi muitas coisas, mas a principal é que essa vida só tem significado enquanto estamos aprendendo algo, que cada dia é uma lição e que enquanto você não aprender a lição que a vida quer lhe dar você vai continuar sendo colocada nas mesmas situações. Eu sei que a maioria das pessoas acredita que só aprendemos na prática, mas não acredito nisso porque já aprendi muito com conselhos dos outros ou ouvindo histórias dos outros e evitando repetir o mesmo erro, afinal, mesmo que não fosse comigo a situação era parecida e o resultado provavelmente seria o mesmo. Digo isso porque vou compartilhar 20 coisas que aprendi ao longo desses quase 20 anos e acho que podem ser muito út…

Resenha: O poeta do exílio.

e
Sinopse: Pedro e Júlia estavam animados. Sua banda era finalista do festival estudantil Vozes de Classe. O regulamento exigia que as músicas se inspirassem em poetas brasileiros. Cada banda interpretou essa exigência à sua maneira. Precisavam agora animar a torcida. Os jovens criam cartazes, lançam torpedos, folhetos etc. E precisam também reunir informações sobre Gonçalves Dias, o autor do poema que deu origem à música classificada. Então, Pedro teve a ideia de criar um blog especial. Nasceu assim o BlogDoDias. Ali cabia tudo o que se relacionasse a Gonçalves Dias: poemas, cartas, artigos de jornal, documentos da época do poeta... Enfim, o blog agitou a galera e acabou se transformando em um completo dossiê sobre o poeta. No meio de todo esse agito, Pedro e Júlia parece que estão...Ah, os poemas de amor de Gonçalves Dias...
Certo, hoje de manhã a linda da coordenadora do colégio apareceu com os livros que iremos ler esse trimestre, eu nem um pouco metida, já li o meu livro, primeiro …

Internet Ruim e Nescafé

A internet ruim é algo irritante. Só cai e mal funciona, causando um mau humor danado para quem usa, e digo mau humor para os controlados, porque para os impacientes explosivos (como eu) passam raiva e acabam por se irritar e descontar em quem estiver por perto.
                O problema da internet que não funciona como deveria, é que ela nos engana, nos ilude e nos usa, deixando-nos ainda mais na frente do computador, para que por algum motivo continuemos a passar nosso tempo passando raiva e o gastando em algo que por não funcionar como deveria, é quase como não fazer nada.                 E também é assim o nescafé, ele deveria ser café, mas não é. Não tem o mesmo gosto, e deveria ter, ou assim, você é iludido a pensar. Mas o gosto é diferente, e para alguém que aprecia o bom café, entende o que estou tentando falar (ou não, minha mãe ama café e também ama nescafé... Acho que a culpa disso é por ela ser de gêmeos... Não que eu acredite em signos...).                 E por que es…