quarta-feira, 9 de agosto de 2017

20 conselhos de alguém com quase 20 anos

Oi, tem alguém aí?
Em dez dias eu faço duas décadas de existência.
E isso é muita coisa, ou pouca, depende do ponto de vista. Mas do meu ponto de vista é um bocado, que só me diz que tem mais um bocado pela frente (Graças a Deusa), e que já aprendi muito, e que ainda tem muito a aprender.
Nesses últimos 19 anos eu aprendi muitas coisas, mas a principal é que essa vida só tem significado enquanto estamos aprendendo algo, que cada dia é uma lição e que enquanto você não aprender a lição que a vida quer lhe dar você vai continuar sendo colocada nas mesmas situações.
Eu sei que a maioria das pessoas acredita que só aprendemos na prática, mas não acredito nisso porque já aprendi muito com conselhos dos outros ou ouvindo histórias dos outros e evitando repetir o mesmo erro, afinal, mesmo que não fosse comigo a situação era parecida e o resultado provavelmente seria o mesmo.
Digo isso porque vou compartilhar 20 coisas que aprendi ao longo desses quase 20 anos e acho que podem ser muito úteis para alguém.


1.                  Andar de roller sem joelheira vai te deixar com cicatrizes no joelho.

Principalmente se você não tiver muito equilíbrio, ou for tentar coisas que exigem prática e até você conseguir, vai precisar cair muito. Mas o que importa é tentar, o ralado no joelho sara e a cicatriz só mostra que você se esforçou para conseguir aprender a andar, a se equilibrar ou que conseguiu fazer um giro em um lugar cheio de pedrinhas sem cair.
Mesmo que você perca essa habilidade com o tempo, vai lembrar que um dia você conseguiu e que cair valeu a pena.

2.                  Cair significa que você precisa levantar e tentar de novo, quantas vezes forem necessárias.

Eu demorei anos para aprender a andar de bicicleta, porque vivia caindo com ela. Uma vez lembro que caí de um jeito que a corrente ralou minha perna e doeu pra caramba.
A vontade era não tentar mais, porém, não saber andar de bicicleta não era viável porque significaria que eu tinha desistido e desistir não estava no meu vocabulário.
Assim como andar de roller ou de skate, cair significava que eu precisava levantar, tratar os ralados e tentar de novo até conseguir.

3.                  Ler vai mudar a sua vida.

Além de te ensinar muitas coisas da vida, pode ser uma ótima companhia em um intervalo da escola que você se encontre sem coleguinhas ou sem ninguém que você conheça. Também vai te ensinar a imaginar coisas, e a imaginação é a maior e melhor arma que temos.
Como a maioria dos textos segue uma ordem lógica, você provavelmente vai ter mais facilidade na hora de escrever textos, o que pode te render boas notas na redação sem muito esforço.
Algumas informações que você pode ler aleatoriamente podem te ensinar um argumento que você vai usar para acabar uma discussão, ou argumentar com alguém na faculdade e sair com a imagem de que você é uma pessoa que sabe muito.
Na verdade, ganhar conhecimento é uma consequência e é uma das melhores partes.

4.                  Usar aparelho dói.

5.                  A pior parte de usar óculos é querer recostar em algum lugar e os óculos ficarem meio dependurado-meio torto em seu rosto.

 A segunda pior parte é ele embaçar. E a terceira é ele ficar sujo o tempo inteiro sem você entender exatamente como.

6.                  Depois de um tempo você vai valorizar seu tempo de sono.

Quando você entrar no Ensino Médio você irá começar a sentir falta de sono, quando entrar na faculdade dormir vai ser um luxo e você vai precisar aproveitar cada segundo de sono que tiver.
Na verdade, você vai pensar várias vezes em organizar seus horários de sono, e espero que  consiga (estou tentando, tá difícil).

7.                    A faculdade não é a maravilha que prometem no Ensino Médio.

Sabe aquele lance de que você só aprende o que você gosta?
É mentira, você vai continuar tendo mais afinidade com algumas matérias e menos com outras e você precisa aprender tudo, porque ao contrário do Ensino Médio que tem matérias que você não irá mais ver na vida, na faculdade é bem provável que a maioria delas você continue vendo pelo resto dela.

8.                  O Vestibular não é tudo isso, e nem um bicho de sete cabeças.

Supervalorizamos o vestibular, primeiro porque ele tem todo ano e não somos obrigados a sair do último ano do Ensino Médio e prestar, e segundo, as escolas (principalmente as particulares) querem que você preste 12809128 vestibulares, passe em muitos para te usarem como um Slogan de aprovação ou de aluno modelo.
Saiba que primeiro: Prova de vestibular não prova capacidade ou inteligência de ninguém, apenas facilidade em chute ou horas de estudo e decoreba.
 E, segundo: É muito mais eficaz focar em até três provas, vendo o que aquela banca mais cobra, do que atirar para tudo quanto é lado e ficar desesperado antes da prova.
Terceiro (a último): Quanto mais calma na hora de fazer a prova, melhor é o resultado.
Então, respira fundo, foca, estude (precisa, ok?), mas não fique achando que precisa fazer um milhão de provas, faça naquelas que quer e tente fazer com tranquilidade.

9.                  Tem pessoas não vão gostar de você sem nenhum motivo.

Acho que tem algumas pessoas que são tão concentradas nos outros que elas precisam de alguém para hostilizar e ridicularizar, e se você for o alvo dessas pessoas você só precisa se preocupar se isso passar para um bullying ou uma tentativa de ferrarem você.
Meu conselho é: não fique tentando entender. Sério, tem coisas na vida que não tem explicação e quanto mais nos perguntamos mais confusos ficamos e isso não é bom pra nós.
O importante é focarmos em nosso bem estar, se alguém quer ficar com raiva deixe-a a passar raiva sozinha.
Também ainda estou tentando aprender isso.

10.              Transforme sua inveja em admiração.

Se você acha alguém maravilhoso, gosta do estilo da pessoa e fica de cara com quanto aquela pessoa é inteligente, invés de ficar com raiva ou ódio, aprenda com ela.
Aprenda como ela consegue ter tanto conhecimento, veja se o estilo dela é algo que você realmente gosta e combina contigo, ou é algo próprio dela e que você só admira, mas não quer por ti.
Transforme o sentimento negativo em positivo.
A inveja só faz mal pra ti.
Já a admiração te faz crescer e te faz conhecer melhor alguém que você considera incrível.

11.              Aprender é incrível, estudar é penoso.

Não tem muita explicação, é isso mesmo.
E você não precisa sentir culpa por trocar horas de estudo por séries na netflix se você 1) não precisar de nota para passar na matéria, 2) não ficar se culpando depois.

12.              Se você não gostar de um professor, estude o dobro a matéria e seja o melhor aluno da sala.

Não confunda a matéria estudada com o professor que está dando.
É normal que você não goste de um estilo de aula de um professor, ou até do jeito dele, mas não transforme isso em raiva ou em algo que te faça não querer estudar.
Você até pode faltar nas aulas e sair no meio delas quando  ficar meio cansado e entediado (ou com raiva e com vontade de esganar a criatura que está dando a matéria), mas você não pode não estudar e tirar notas ruins usando isso como desculpa.
Na era da internet temos livros em PDF e videoaulas para te ajudar nessa missão.
E lembre: Você só pode reclamar de alguém, se for bom o suficiente para ter propriedade sobre o que fala.
Ou melhor: só vão validar sua reclamação se a frase acima for verdade.
E também, se você está ignorando uma matéria só porque não gosta de um professor, quem está deixando de aprender e se ferrando é você, não o professor.

13.              Tente não prejudicar ninguém, mas não deixe que pisem em você.

Ser alguém bom e agir de modo correto é o esperado. Mas se alguém não está sendo bom contigo e está te colocando para baixo, não deixe de reagir por achar que isso é errado.
Reaja.
Nem que sua reação seja contar para alguém que possa te ajudar.
As pessoas são cruéis e vão pisar em você, e se você não consegue ignorar isso, ou isso já ficou tão ruim e cruel que como um ser humano você não possa ignorar, reaja.
Grite.
Chame alguém.
Processa.
Faz alguma coisa, mas não deixe pessoas cruéis acharem que pode fazer o que quiserem contigo.
Mina filosofia é “Eu sou de boa, até deixar de ser”.
Claro que nem sempre você pode reagir, por exemplo, se você está com problemas no ambiente de trabalho e depende daquele emprego, eu sugiro que você não espere que melhore, mas que você procure outra coisa e quando puder saia do ambiente tóxico.
Se afastar  do que é tóxico também é reagir.
Reagir nem sempre é gritar, às vezes é só terminar uma relação abusiva.
Mas se quiser gritar, grite.
Só tente não xingar as pessoas para que elas não possam se fazer de vítima.

14.              As vezes precisamos apelar pra hipocrisia.

Ser verdadeiro é necessário, ser honesto é imprescindível, mas as vezes precisamos ir a ambiente com pessoas que não gostamos e sorrir.
É um horror.
Mas necessário.
Nesses casos eu recomendo que você fuja o máximo que puder, mas quando precisar aprenda a ser hipócrita.
Confesso que ainda estou aprendendo.
Esse complementa o item de cima, porque as vezes também pode-se reagir com hipocrisia.

15.              Não aceite um meio amor ou um amor covarde ou um amor cretino por medo de ficar sozinha.
Minha mãe diz que minha bisavó dizia: “Antes só que mal acompanhada”, e eu uso isso como lema de vida.
Relacionamento é para ser algo positivo e que traga felicidade para os dois envolvidos, isso exige que ambos estejam ali porque querem e que sejam sinceros um com o outro.
E que tenha amor, mas amor pleno, completo, que faça bem.
Se a pessoa ao teu lado não te assume, tem medo do compromisso, é cretino ou te ama “mais ou menos”, e se interessa por você “as vezes”, mente, e faz tudo aquilo que faz você ficar mais infeliz do que feliz, é melhor sair correndo.
Não arrisque entrar em um relacionamento mais ou menos, porque você pode entrar inteira (o) e sair pela metade.
Não aceite menos do que algo inteiro.
Não aceite menos do que um relacionamento positivo e que ambos queiram estar ali.
Não aceite menos que você merece, e todo mundo merece o melhor.
E sobre ficar sozinha: Relacionamentos ruins te deixam mais sozinha do que não ter ninguém.
Normalmente um relacionamento te afasta dos amigos, e aí você vai estar infeliz, com alguém do teu lado que te faz se sentir sozinha, e aí é melhor estar sem ninguém, mas com amigos e com pessoas que vão te acolher (sem bico de terceiro que tenha ciúmes).

16.              Sonhe e trace suas metas de modo a realizar estes sonhos.

17.              Procure o autoconhecimento.

“Homem, conhece-te a ti mesmo e conhecera o Universo e os deuses”.
Autoconhecimento é a coisa mais difícil do planeta e talvez você viva uma vida inteira e não consiga isso.
Mas o que importa é a busca, não o objetivo.
Procure se conhecer, tire tempo para você, aprenda a meditar, tenha algo que te faça sentir a plenitude da vida.
Busque.

18.              Mesmo que você trabalhe com algo que ama, nem todos os dias serão uma festa, mas no fim valerá a pena.

A última parte dessa frase ainda é uma expectativa da minha parte, mas acho que é verdade.

19.              Depois que você cresce a sessão de auto ajuda, bibliografias e livros que falem de novas perspectivas de mundo serão os seus preferidos da livraria, mas...


20.              Nunca abandone a fantasia.



Beijos de luz,
B.

P.S: Sei que é um clichê posts de aniversário com lista com o número de anos que a pessoa está fazendo, mas primeiramente eu amo clichês e por último amo esse tipo de listas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário