Pular para o conteúdo principal

Guerreira ou Princesa?

Curand11_large
Sempre me contaram histórias de princesas. E sinceramente, quando eu era criança eu fingia querer ser uma. Mas no fundo, não queria ser princesa e sim uma guerreira. Sabe, lutar minhas próprias batalhas, defender o que eu pensava, não obedecer a ninguém sem ideais, ou honra. Ficar sentada e esperar as coisas acontecerem, assim como princesas fazem nunca me agradou.
Poder fazer o que eu quisesse fazer era uma ideia mais agradável do que esperar as coisas acontecerem, ou obedecer sempre. Quando abandonei meu "lado princesa", descobri o porque algumas mulheres nunca deixam de ser "princesinhas".
É muito mais fácil ficar sem fazer nada, esperando ordens e fingindo que o mundo é perfeito, do que levantar, lutar, cair, levantar novamente, sorris e enfrentar todos os problemas, vencendo não só as batalhas exteriores, mas as interiores também.
Aprender a ser forte, e escalar a montanha que chamamos de vida não é fácil, e nem todas as pessoas escolhem isso, como eu já falei é mais fácil parar em um ponto e ficar esperando o falso "príncipe encantando" vir te salvar e te levar até o topo. Princesas são assim. Guerreiras encontram seus "príncipes ", que na verdade são tão guerreiros como elas, que não as iludem fingindo que vão as levar até o lugar que devem estar, e sim se unem as batalhas, as aventuras e 
as felicidades das guerreiras. 
As princesas esperam o felizes para sempre que nunca chega, e nem irá chegar, pois a felicidade está em todo momento em que vivemos e a guerreira sabe disso, exatamente por isso sua vida é cheia de histórias, aventuras, e risadas. Nem sempre ela estará feliz, mas no fim da vida, poderá dizer que a vida valeu a pena. 
Princesas normalmente são esquecidas, não deixam sua marca no mundo, e guerreiras, bem, elas fazem a história, e ninguém nunca esquece de seus nomes. Eu aprendi a ser uma guerreira, e você?  É a princesa submissa e esquecível, ou a guerreira livre e inesquecível?

Por BMPC. 

Comentários

  1. Nossa. Adorei o testo Bibi. Ficou muito bom *w*
    LayLeão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu Deus, que burrice T.T É teXto, e não testo ^.^
      LayLeão.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

20 conselhos de alguém com quase 20 anos

Oi, tem alguém aí? Em dez dias eu faço duas décadas de existência. E isso é muita coisa, ou pouca, depende do ponto de vista. Mas do meu ponto de vista é um bocado, que só me diz que tem mais um bocado pela frente (Graças a Deusa), e que já aprendi muito, e que ainda tem muito a aprender. Nesses últimos 19 anos eu aprendi muitas coisas, mas a principal é que essa vida só tem significado enquanto estamos aprendendo algo, que cada dia é uma lição e que enquanto você não aprender a lição que a vida quer lhe dar você vai continuar sendo colocada nas mesmas situações. Eu sei que a maioria das pessoas acredita que só aprendemos na prática, mas não acredito nisso porque já aprendi muito com conselhos dos outros ou ouvindo histórias dos outros e evitando repetir o mesmo erro, afinal, mesmo que não fosse comigo a situação era parecida e o resultado provavelmente seria o mesmo. Digo isso porque vou compartilhar 20 coisas que aprendi ao longo desses quase 20 anos e acho que podem ser muito út…

Resenha: O poeta do exílio.

e
Sinopse: Pedro e Júlia estavam animados. Sua banda era finalista do festival estudantil Vozes de Classe. O regulamento exigia que as músicas se inspirassem em poetas brasileiros. Cada banda interpretou essa exigência à sua maneira. Precisavam agora animar a torcida. Os jovens criam cartazes, lançam torpedos, folhetos etc. E precisam também reunir informações sobre Gonçalves Dias, o autor do poema que deu origem à música classificada. Então, Pedro teve a ideia de criar um blog especial. Nasceu assim o BlogDoDias. Ali cabia tudo o que se relacionasse a Gonçalves Dias: poemas, cartas, artigos de jornal, documentos da época do poeta... Enfim, o blog agitou a galera e acabou se transformando em um completo dossiê sobre o poeta. No meio de todo esse agito, Pedro e Júlia parece que estão...Ah, os poemas de amor de Gonçalves Dias...
Certo, hoje de manhã a linda da coordenadora do colégio apareceu com os livros que iremos ler esse trimestre, eu nem um pouco metida, já li o meu livro, primeiro …

Por que tenho o costume de sumir e voltar?

Oi, tem alguém aí? Provavelmente sou uma das pessoas mais relapsas com um blog que existe, desde que criei este blog, creio que só no ano de 2014 consegui mantê-lo com pelo menos um post ao mês. 2014 foi o que chamei de ano dos blogs literários e do booktube. Ler virou moda e todo mundo queria ter seu próprio blog sobre isso (principalmente com a ideia de parcerias com editoras e livros “de graça”, infelizmente). 2015 o pessoal migrou para o YouTube, e agora em 2017 até mesmo os canais do youtube estão abandonados e o pessoal sumido. É claro que muita gente foi pra faculdade, o que consome seu tempo (motivos pelo qual depois de março do ano passado não consegui atualizar nada aqui, na verdade só lembrei que o blog existia algumas vezes), mas muita gente desanimou com a ideia, porque além de trabalho a maioria das resenhas não eram sinceras, eram elogios a capa, a edição e uma opinião não muito clara sobre os livros. O famigerado booktube tem sofrido com isso porque o pessoal cansou…