quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Desejos de ano novo...

happy new year everyone Porque sempre que tem uma personagem feminina narrando na droga de um livro uma das primeiras coisas que a personagem se atribui é o dom de ser desastrada? Não sério, porque elas falam como se isso fosse uma exclusividade delas, mas caramba, então POR QUE DIABOS TODA PERSONAGEM SE ATRIBUI ISSO?
Aliás, se elas realmente são desastradas, no universo paralelo onde os personagens de livros habitam deve ter milhares de acidentes ocorrendo pelo simples fato de terem milhares de meninas sem o controle dos próprios pés.
Ou seja, ser desastrada se você for uma personagem é um clichê. E se você for uma menina real é algo muito comum e você não precisa mais se achar uma aberração. Mas afinal, por que diabos ser desastrada seria considerado uma aberração?
Porque todos querem meninas graciosas, certo? Vão pra puta com esses conceitos idiotas. Eles acham que e fácil andar com um salto 15 ou um all star? Não, não é. É muito fácil de virar o pé. Essas coisas são quase um pedido desesperado que você seja desastrada (e sim, eu já virei o pé com all star, faço isso o tempo todo, e não, eu NÃO SOU DESASTRADA, sou só uma garota que desafia as leis da física).
Em fim, toda essa lambança de texto é para reclamar desse clichê de personagens desastradas, da exigência de garotas elegantes e que controlem os próprios pés, dos saltos 15, 20, 25 que são quase impossíveis de andar, mas incrivelmente continuamos colocando eles nos pés, e do ano novo.
Porque mesmo que seja o primeiro dia de um novo ciclo que se encerrou, as pessoas continuam agindo da mesma maneira. Aliás, toda essa coisa com o ano novo e bizarra, porque todo dia pode ser ano novo, todo dia é o encerramento e um recomeço. O que importa é o que as pessoas fazem com esses ciclos.
Tumblr Não adianta desejar que o ano que está vindo seja bom, se você não mudar como pessoa. Porque e você que faz a sua vida, você que constrói, reconstrói os ciclos e decide se sai de um círculo vicioso que não te deixa sair do lugar, ou se você muda, quebrando as coisas que aconteciam antes e fazendo um novo caminho.
E é por isso que não adianta desejar um "Feliz Ano Novo", se no final o ciclo vai se repetir e não vai ter nada de novo. Hoje, estamos novamente no começo, e para que as coisas sejam diferentes, a mudança tem que começar por você. Mudar a estrada, fazer novas escolhas e realmente cumprir as coisas da sua lista de desejos e promessas mudam quem você é, mudam os caminhos que você escolhe, e assim você muda o mundo.
Porque quem muda não é o tempo, e sim você com o passar dele.



 Feliz ano novo a todos vocês, e que 2014 seja um ano repleto de novas escolhas, novas felicidades e que seja um novo ciclo para todos nós.

2 comentários: